• RSS
  • Delicious
  • Facebook
  • Twitter

Durante workshop promovido pelo Fórum Econômico Mundial hoje, na Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o secretário de Comércio Exterior, Daniel Godinho, falou sobre a importância do reconhecimento dado pela entidade ao projeto do Portal Único de Comércio Exterior, coordenado pela Secex e pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB).

“A escolha do caso brasileiro para compor a iniciativa do Fórum Econômico Mundial honra o projeto do governo brasileiro e pode contribuir muito para a disseminação dos conhecimentos necessários a reengenharia e automação dos processos brasileiros de importação e exportação”, disse o secretário a chefe do fórum para a América Latina, Marisol Argueta. O projeto foi escolhido, em 2014, como “case”da iniciativa “Enabling Trade 2014” e haverá a produção de um relatório a ser discutido na Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial em 2015, em Davos, na Suíça.

O Portal Único vai permitir que as empresas apresentem as informações uma única vez aos órgãos federais, o que irá reduzir a burocracia e os custos de exportadores e importadores. A meta final do programa é reduzir o prazo de exportação de 13 para oito dias e o prazo de importação de 17 para dez dias. Com as medidas, estima-se que a economia anual das empresas que trabalham no comércio exterior poderá superar a R$ 50 bilhões. O objetivo é também ampliar a transparência, ao permitir que as empresas acompanhem pela internet o andamento de suas operações com detalhes.